PARASITOSES INTESTINAIS

parasitoses-intestinais

O que são?

Os parasitas são vermes ou protozoários que se alojam no organismo, se alimentam de sangue ou do conteúdo intestinal e causam uma série de prejuízos, às vezes irremediáveis. As parasitoses intestinais são muito frequentes na infância. São consideradas problema de saúde pública, principalmente nas áreas rurais e periferias das cidades dos países chamados subdesenvolvidos, onde são mais frequentes. Sua transmissão depende das condições sanitárias e de higiene.

 

AMEBÍASE (ameba)
A ameba é um parasita do intestino grosso, onde ela se aloja causando diarreia. Ela pode invadir a parede do intestino e causar diarreia com sangue, o que já é um caso grave. Também pode ir até o fígado, pulmão ou cérebro, causando doença nesses locais.

 

GIARDÍASE (giárdia)
A giárdia fica no intestino delgado do homem, onde podem se juntar e cobrir toda a parede do intestino, impedindo a absorção dos alimentos e causando diarreia, ocasionando perda de peso e anemia.

 

ASCARIDÍASE (lombriga)
O áscaris é também conhecido como lombriga e também fica no intestino do homem, mas também passa pelo pulmão. Por isso, em casos mais graves, ocorre a saída de vermes pela boca ou pelo nariz. Em casos mais críticos, ocorre a obstrução do intestino, levando o paciente à cirurgia para retirada dos vermes.

 

ANCILOSTOMÍASE (amarelão)
O ancilóstomo ou também amarelão entra pela pele, podendo causar irritação, até chegar ao intestino, passando também pelo pulmão. Ele age sugando o sangue através da parede do intestino, ocasionando diarreia pela inflamação e também anemia.

 

ENTEROBÍASE ou OXIURÍASE (coceira anal)
O oxiúro ou Enterobius vermiculares é um parasita que merece algumas considerações especiais. É um pequeno verme adelgaçado (semelhante a um pequeno fio de linha) que, durante o dia, habita o interior do intestino. Ao cair da noite, o verme tem o hábito de dirigir-se ao ânus do paciente, para executar a postura dos ovos. A sensação referida durante o processo é de coceira. Ao se coçar, o paciente transfere os ovos para as mãos e para as unhas, de modo a serem facilmente ingeridos por ele mesmo ou outras pessoas. Os ovos eclodem e tornam-se vermes adultos, que voltam a reproduzir-se no intestino. Por serem ovos muito leves, muitas vezes pequenas lufadas de vento podem levá-los pelo ar, atingindo outros locais e pessoas. Os ovos permanecem no pijama do paciente e em suas roupas íntimas, que devem ser manipuladas com cuidado. Algumas pessoas têm o hábito de sacudir o lençol da cama pela manhã, o que contribui para a disseminação dos ovos, que passam a flutuar pela casa.

 

TENÍASE (tênia)
A tênia é o maior parasita humano, podendo ocupar todo o intestino do homem, ou seja, chegar a medir até 12 metros. A principal complicação da teníase é a neurocisticercose, que é quando os cistos da tênia vão até o cérebro, ocasionando epilepsia. Esse quadro também ocorre pela sua transmissão através da ingestão de carne do porco mal cozida.

TRANSMISSÃO

O mais importante é aprender que a maioria das parasitoses é transmitida pela alimentação, pela água ou pelo contato direto com os pés no chão. O germe entra pela boca ou pela pele até chegar ao intestino onde ele vai crescer e se alimentar.

 

O QUE FAZER PARA PREVINIR AS PARASITOSES?

– Lavar bem os alimentos;
– Não ingerir carnes malpassadas;
– Utilizar água tratada, filtrada ou fervida;
– Lavar bem as mãos após ir ao banheiro e antes de todas as refeições;
– Não andar descalço;
– Evitar o contato com terra ou lama.

 

 

Referências:

 

Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade

 

PESSOA, S. B. & MARTINS. A. V. – Parasitologia médica. 10.a ed., Rio de Janeiro, Ed. Guanabara Koogan, 1978.

 

As informações sobre saúde contidas neste site são fornecidas somente para fins educativos e não pretendem substituir as discussões estabelecidas entre médicos e pacientes.

Em caso de dúvidas, favor contatar o SAC através do telefone 0800 191 291 (de segunda a sexta-feira das 8h00 às 17h00).

“NÃO TOME NENHUM MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE”.

Slider by webdesign